10 Canais de Venda Para Começar a Vender na Internet sem Precisar Investir

Última atualização em 26 de novembro de 2021 por Felipe Vannucci

Vender na internet sem precisar investir é um assunto que logo surge à mente de quem quer abrir um negócio online. E a verdade é que existem milhares de informações soltas que só confundem mais ainda a cabeça do empreendedor iniciante. A verdade é que existem diversos canais de venda que podem ajudar os empreendedores nesse sentido.

O resultado disso? Uma grande quantidade de empecilhos que desestimulam e levam muitas pessoas a desistirem de começar um negócio pela internet…

Por isso, quanto mais estruturadas forem as informações, maiores são as chances de você conseguir abrir o seu negócio online sem grandes problemas. 

Mas, para isso acontecer, é necessário saber o que fazer e como vender na internet na prática. Quais seriam, então, os melhores sites de vendas?

É o que vamos te mostrar neste artigo! Dá só uma olhada a seguir…

canais-de-venda

Como Vender na Internet?

Acredite, existem várias formas de vender na internet, como vamos mostrar em mais detalhes adiante…

Mas, antes de qualquer coisa, algo que você precisa saber na hora de pensar em como vender na internet é que as vendas online funcionam de uma maneira diferente das lojas físicas. 

Por exemplo: 

O cliente está andando pela rua e simplesmente dá de cara com uma loja ou produto que desperta o seu interesse. No ambiente digital, isso funciona de uma forma diferente: você precisa ATRAIR os potenciais clientes para a sua loja virtual

Saber disso já é meio caminho andado na hora de pensar em tráfego orgânico, anúncios pagos, técnicas de SEO para deixar a sua empresa na primeira página dos buscadores, descrição de produtos e por aí vai… 

Mas vamos ao que interessa neste momento? Onde vender pela internet sem precisar investir muito! Confira nossas dicas a seguir…

Vender na internet sem Precisar Investir: os Melhores Sites de Vendas

1 – OLX

A OLX é um site amplamente conhecido entre os brasileiros… Não é à toa que está entre os principais sites para vender produtos. 

Por ser um marketplace já bem estabelecido no mercado, os produtos anunciados lá são vistos por milhares e milhares de pessoas todos os dias.

Além disso, é possível anunciar praticamente de tudo na OLX, independentemente de você vender como empresa ou pessoa física… 

Assim, como é comum que as pessoas não saibam exatamente qual produto vender quando estão começando, o marketplace acaba sendo um ótimo lugar para testar diferentes produtos… 

Ou seja, dá para vender qualquer tipo de produto!

Algo importante na OLX é que ele dá relevância para produtos que estão próximos de seus futuros compradores. A partir disso, o resultado que aparece para o possível cliente é com base na regionalidade e proximidade com o vendedor.

Isso é algo muito positivo, pois ajuda na hora de se pensar no custo de envio de mercadoria, por exemplo. Com clientes morando mais perto, o valor do frete tende a ser menor.

Assim, ao se interessarem por um produto seu, os compradores entrarão em contato por meio dos dados fornecidos por você e combinarão a melhor maneira de concluir a compra.

2 – Elo7

O Elo7 também é um marketplace bastante conhecido no Brasil, principalmente pelos empreendedores do mercado de artesanato.

Dentro da plataforma é possível vender qualquer coisa, desde bijuterias, artigos de moda até móveis, por exemplo.

Nele, você não encontra uma grande variedade de nichos de produtos. Justamente por essa razão, o volume de vendas também é menor.

Contudo, mesmo assim, o Elo7 ainda é um ambiente altamente lucrativo

O Elo7 possibilita vender na internet sem precisar investir, já que atua com comissões sobre as vendas e não cobra pelo cadastro dos produtos.

Caso queira trabalhar com a Elo7, separamos dicas essenciais para ter sucesso de vendas no marketplace nesse artigo: 9 dicas para quem quer vender mais no Elo7.

3 – Enjoei

Com uma base de usuários bastante ativa e qualificada, o Enjoei é excelente opção para quem quer começar a vender na internet sem precisar investir.

O site começou como uma página de desapego, trabalhando apenas com itens usados. Como um brechó, em que os clientes compravam peças usadas, mas em bom estado e com valores mais acessíveis…

Além disso, o marketplace é mais conhecido por vender itens de moda, mas você também consegue trabalhar com produtos de diversos outros segmentos…

É possível vender de tudo no Enjoei!

Assim como a OLX, o Enjoei também tem uma marca bem consolidada com o público. Com isso, o tráfego de consumidores em potencial nesse site também é bem grande…

Outra característica do Enjoei é a aproximação com youtubers, blogueiros e influenciadores digitais de vários nichos, o que colabora para o crescimento e aumento das visualizações na plataforma.

4 – Instagram

O Instagram deixou de ser uma simples rede social há muito tempo. Hoje, o aplicativo é um poderoso canal de venda!

Um dos diferenciais do aplicativo é que ele é voltado para a publicação de fotos e vídeos, o que ajuda muito na hora de o cliente conhecer o seu produto. 

Outro ponto é que a capacidade de interação com os potenciais consumidores é muito, mas muito grande… O cliente pode comentar suas fotos, compartilhá-las com os amigos e ainda mandar mensagens diretamente ao vendedor através dos directs para tirar dúvidas.

– Leia Mais: Bio do Instagram: 7 Dicas Para Criar uma PERFEITA

Além disso, hoje a ferramenta disponibiliza o Instagram Shopping, recurso que permite aos empresários inserirem links de seus produtos nas fotos publicadas no feed e stories de suas marcas…

Aliás, o serviço passou por uma atualização, e agora também será possível inserir tags de venda de produtos nos vídeos de IGTV e Reels!

canais de venda

(Imagem: Freepik)

5 – Whatsapp como um dos Principais Canais de Venda

É verdade: o Whatsapp é uma rede social… Mas, assim como o Instagram, também é um potente canal de venda!

E uma das grandes vantagens de se utilizar o Whatsapp nos negócios é a possibilidade de interação entre consumidor e vendedor. Ou seja, com o Whatsapp, o vendedor pode esclarecer dúvidas, enviar áudios, vídeos…

Várias empresas de pequeno, médio e grande porte já utilizam a plataforma como um canal de vendas

Assim, para concluir uma venda, você pode enviar os dados bancários para um depósito ou um link de pagamento, que pode ser do PagSeguro, Mercado Pago ou outros serviços desse tipo.

6 – Facebook

Depois de falar do Instagram, Whatsapp… Não dá para deixar de fora o Facebook, claro. 

Para quem está começando e não dispõe de um alto poder de investimento, o Facebook é o canal perfeito para se começar a vender.

Assim, as suas vendas podem acontecer na Fanpage da marca, no Messenger e até dentro de grupos relacionados ao seu segmento…

Basta você criar uma página para o seu Ecommerce, realizar anúncios dos seus produtos de forma gratuita, claro, não deixar de utilizar o Catálogo do Facebook também.

Mas atenção: o Facebook não é uma rede social puramente voltada para vendas. Mas sim para a interação das pessoas… Então, é importante que você não invista só em conteúdos de vendas. Poste coisas que não sejam apenas os produtos!

Não sabe o que postar?

Você pode compartilhar artigos relevantes para o seu público, realizar concursos e enquetes… Tudo isso gera bastante engajamento dos clientes.

E, quanto maior a participação dos seus clientes, maior será o crescimento da sua marca.

7 – Mercado Livre

Está aí a dica de ouro: o Mercado Livre!

O marketplace é simplesmente a companhia mais valiosa da América Latina.

Hoje, o marketplace conta com 74 milhões de usuários ativos. A cada segundo, 23 vendas são realizadas no Mercado Livre. Dá para acreditar?

E, ao cadastrar os seus produtos lá, você começa a tirar proveito de tudo isso…

Aliás, o melhor de tudo: você pode começar a vender na internet sem precisar investir, já que as cobranças ocorrem por meio de comissões sobre vendas.

Ou seja, você primeiro anuncia os produtos e a plataforma desconta uma parte do valor total da venda…

Esse é um marketplace que abriga todo o tipo de produto e de vendedores. E é possível vender tanto como pessoa física quanto como empresa.

Ou seja, é um canal de venda com potencial AVASSALADOR para o seu negócio.

8 – E-mail Marketing 

Outra sugestão interessante sobre canais de venda é o E-mail Marketing, devido ao seu poder de gerar conversões. 

Esse meio de comunicação é utilizado para apresentar os itens aos usuários. No entanto, é necessário que você tenha uma base de potenciais clientes estruturada para enviar os emails…

Com o E-mail marketing é possível:

  • Criar campanhas para aumentar recorrência:
  • Enviar comunicados e notícias relevantes aos clientes;
  • Identificar o nível de satisfação dos consumidores.

Geralmente, essa é uma estratégia feita por etapas e cada uma delas corresponde a um momento específico da jornada do consumidor. 

O ideal é elaborar mensagens com um viés comercial quando o comprador já estiver próximo da decisão de compra. E considerando que os consumidores acessam o e-mail regularmente, há fortes chances do seu público acompanhar o conteúdo por lá…

9 – Google Ads

Quem conhece bem o mercado de Ecommerce, sabe da importância do Google Ads. A ferramenta auxilia nas estratégias de marketing digital utilizadas para empresas conseguirem ocupar o topo dos resultados do Google.

Na prática, o Google Ads permite que as empresas desenvolvam anúncios para conseguir mais cliques por parte de potenciais clientes.

Basta que o empreendedor desenvolva anúncios utilizando a palavra-chave adequada. Há duas categorias no Google Ads: 

  • Rede Display: produtos divulgados em banners e carrosséis em páginas da internet;
  • Rede de Pesquisa: itens aparecem no topo da página dos resultados de busca da palavra-chave.

Devido à imensa popularidade do site de buscas, esse é um dos canais de venda ideal para tirar proveito da plataforma. 

canais de venda

(Imagem: Freepik)

10 – Programa de Afiliados 

Em seguida temos o Programa de Afiliados, que funciona como um grupo de profissionais interessados em comercializar os itens do seu empreendimento. Esse é um dos canais de venda recomendados aos negócios com baixo investimento.

Para utilizar esse tipo de serviço é essencial estar associado a um canal de venda específico como Hotmart, por exemplo. Vale ressaltar que o pagamento das vendas por meio dessa modalidade é feito por comissões…

A função dos afiliados é divulgar uma marca ou produto e o endereço URL dos seus anúncios em sites, redes sociais e blogs pela internet. O empreendedor pode atingir um faturamento alto dependendo do alcance desses profissionais.

Fatores Importantes a Serem Analisados nos Seus Canais de Venda

A partir do momento em que o empreendedor interessado em como vender pela internet estuda os canais de vendas, é válido prestar atenção a alguns pontos…

Cuidado com a Ruptura no Estoque 

Nenhum consumidor fica satisfeito em saber que um produto do seu interesse está em falta em uma loja virtual. Por isso, fique atento aos sinais de ruptura de estoque e calcule a quantidade de itens em falta dividido pelo total de produtos da loja e multiplique por 100.

Assim, você terá acesso a uma porcentagem referente ao índice de ruptura. Na prática, a ausência de itens costuma ser uma das causas de uma experiência de cliente negativa e pode penalizar a reputação do seu negócio.

Alinhe as Estratégias de Sell in e Sell Out

Os conceitos que fazem a cadeia comercial funcionar apropriadamente também devem ser considerados pelos empreendedores em busca de canais de vendas…

Sell In se refere às vendas feitas no varejo, já o Sell Out é a venda direta para o consumidor. Caso o empreendedor trabalhe com fornecedores, é fundamental manter um bom relacionamento com ambas as partes para não prejudicar a rotatividade de estoque…

No geral, você deve se informar sobre o estoque parado, as melhores datas de vendas e as expectativas de faturamento com base nos itens que tem saído do armazém.

Priorize os Produtos Certos nos Canais de Venda

Será que o produto que você deseja vender na internet está ganhando a visibilidade adequada? O ideal é deixá-los em evidência nos canais de venda  da sua escolha para aumentar o volume de recorrência de itens específicos, como na página principal, por exemplo.

Além disso, o empreendedor deve fazer um monitoramento com frequência para evitar que o produto perca o volume de acessos recebido. Desse modo, você aumenta as chances de produtos com alto volume de estoque serem vendidos constantemente.

Devo Apostar em Quais Canais de Venda?

Na hora de pensar em como vender pela Internet, tudo vai depender do nicho em que você atua e dos objetivos traçados para o seu negócio. Se você vende pneus e peças para carros, não adianta querer comercializar esses produtos no Elo7, que é um marketplace de artesanato, por exemplo. 

E mais do que isso…

Para quem está começando, uma sugestão é escolher apenas um espaço. Depois, conforme o seu produto for devidamente validado e tiver uma boa saída, você começa a vender em outros canais também.

Assim, a ideia é você ir se acostumando a ser um empreendedor online, traçando as estratégias certas, vendo o que funciona e o que precisa de ajustes. O foco é você ter bastante empenho e fazer o seu negócio escalar o mais rápido possível nos canais de vendas que você escolher!

Então, gostou das nossas dicas? Inscreva-se AGORA MESMO em nossa newsletter para receber mais artigos como este! É só clicar no box abaixo.

RECEBA CONTEÚDO EXCLUSIVO NO SEU EMAIL (GRÁTIS)

Inscreva-se gratuitamente e receba as Principais Notícias do Mercado no seu e-mail toda semana!

Mais Lidas

Confira outros conteúdos:

Artboard 2 copy 2

O Ecommerce de Sucesso é um portal de informações sobre o Mercado de Ecommerce. Aqui são abordadas notícias e informações sobre os assuntos Economia, Marketing, Comércio Eletrônico, Varejo, Negócios, Mercados, Política e Tecnologia. Conteúdo independente interpretado com a visão dos nossos especialistas.

ECOMMERCE DE SUCESSO © 2020.