B2W Abre Mais 3 Centros de Distribuição

Última atualização em 26 de outubro de 2020 por Maria Alice Medeiros

A disputa pela melhor logística de entrega está a cada dia mais acirrada entre as gigantes do varejo no Brasil. A B2W, para não perder tempo nem espaço no mercado, acabou de anunciar a abertura de mais 3 centros de distribuição. Ao todo, a companhia possui 17 espaços desse tipo ao redor do país. 

Todas as empresas do setor, de alguma forma, estão preocupadas em diminuir o tempo gasto entre a finalização da compra e a entrega do produto na casa do cliente…

As iniciativas para isso acontecer estão tão fortes, que o mercado nomeou a disputa como a “Guerra dos Fretes”. Basicamente, quem vende mais rápido, vende mais. É essa a ideia…

Então, para te deixar por dentro de todo esse cenário, vou te mostrar ao longo do artigo detalhes sobre a inauguração desses novos 3 centros de distribuição da B2W. E também explicar um pouco mais sobre as estratégias das varejistas quando o assunto é logística. Acompanhe. 

B2W
Centro de distribuição da B2W (Lia Lubambo)

B2W Digital Antecipa Quase 2 Anos de Investimentos

A B2W Digital anunciou recentemente que antecipou em quase 2 anos seus investimentos voltados para à logística da companhia…

Na prática, isso resultou na abertura de mais 3 centros de distribuição no Brasil. Entre as cidades escolhidas, estão:

  • Belém (PA);
  • Fortaleza (CE);
  • Salvador (BA). 

Assim, cada espaço terá entre 10.000m² a 15.000m²…

Parece muito, não é mesmo? Mas, analisando o total de locais desse tipo que a empresa possui, essas medidas parecem até pequenas…

Ao todo, são mais de 800m² de espaço para fazer estoque e distribuição de produtos. E todo esse espaço está dividido em:

  • 21 centros de operação;
  • Mais de 200 polos para o armazenamento de mercadorias, os chamados hubs – que funcionam como pequenos centros de distribuição. 

Diante disso, há uma pergunta que realmente não pode deixar de ser feita: por que será que a B2W adiantou seus planos de investimentos em quase 2 anos?

Os excelentes resultados em meio à pandemia e a proximidade da Black Friday respondem bem isso…

B2W quer Aproveitar o Boom das Vendas Online

Só no 2º trimestre, a B2W faturou R$ 6,7 bilhões, o que representou um aumento de 72% em relação ao mesmo período do ano passado.

Esse resultado extremamente animador se encaixa perfeitamente no contexto geral do Ecommerce neste momento… 

No 1º semestre de 2020, o setor atingiu números avassaladores:

  • Um salto de 39% no número de pedidos realizados no Ecommerce, totalizando R$ 90,8 milhões;
  • E um aumento de 47% nas vendas, somando R$ 38,8 bilhões. 

O que resultou na maior alto do Ecommerce em 20 anos… 

Diante disso, não é à toa que a companhia não tenha poupado esforços para aproveitar todo esse crescimento do setor… 

A B2W, hoje, possui 17 centros de distribuição em 7 estados do Brasil, principalmente nas regiões Sul e Sudeste…

E a inauguração desses novos 3 centros nas regiões Norte e Centro-Oeste é justamente para quebrar essa concentração. A ideia é que a companhia consiga atender mais amplamente todo o país…

Principalmente agora, com a chegada das datas comemorativas de final de ano, como a Black Friday e o Natal. 

Mas, acredite, a B2W não é a única varejista que está investindo pesado em aprimorar seus serviços de logísticas. Outras líderes do segmento estão fazendo a mesma coisa…

Concorrência Acirrada

As varejistas que compõem a lista de concorrentes da B2W Marketplace são verdadeiras gigantes no mercado…

A Magazine Luiza é uma delas. Recentemente, a famosa Magalu comprou as empresas  GFL e SincLog. A primeira, é uma das principais plataformas de logística para Ecommerce atualmente, tendo com grande atuação no interior de São Paulo e sul de Minas Gerais. Já a segunda, é utilizada pela GFL e outras 30 transportadoras que atuam no país… 

Mas não só isso: a Magazine Luiza também abriu um centro de distribuição no rio de Janeiro

A Amazon, por sua vez, inaugurou mais um centro de distribuição no Brasil, na cidade de Cajamar, região metropolitana de São Paulo. O centro possui mais de 100 mil m² e, segundo a Amazon, foi criado com o objetivo de conseguir atender ainda mais clientes, com entregas mais rápidas.

O Mercado Livre também não fica para trás nessa disputa…

A companhia mais valiosa da América Latina comprou a Kangu, empresa de logística  conhecida por fazer a ligação entre pequenos empreendedores e consumidores que estão em uma mesma região…

Além disso, o Mercado Livre contratou 60 carretas para auxiliarem nas entregas de encomendas ao redor de todo o país. 

Diante disso tudo, não resta dúvidas: a disputa pela melhor logística, ou a “guerra dos fretes”, está mais forte do que nunca…

As líderes do mercado realmente estão disposta a conseguirem os melhores resultados na reta final deste ano e, claro, futuramente também.

RECEBA CONTEÚDO EXCLUSIVO NO SEU EMAIL (GRÁTIS)

Inscreva-se gratuitamente e receba as Principais Notícias do Mercado no seu e-mail toda semana!

Mais Lidas

Confira outros conteúdos:

Artboard 2 copy 2

O Ecommerce de Sucesso é um portal de informações sobre o Mercado de Ecommerce. Aqui são abordadas notícias e informações sobre os assuntos Economia, Marketing, Comércio Eletrônico, Varejo, Negócios, Mercados, Política e Tecnologia. Conteúdo independente interpretado com a visão dos nossos especialistas.

ECOMMERCE DE SUCESSO © 2020.