Americanas Summit Talks: o Futuro do Varejo é Tecnológico? Entenda!

Última atualização em 25 de outubro de 2021 por Felipe Vannucci

É desafiador pensar em como será o futuro do varejo em meio à forte necessidade pela digitalização do varejo. No entanto, a visão de profissionais renomados do setor pode colaborar para compreensão dos empreendedores interessados no assunto.

O tema foi pauta do painel Futuro do Varejo: Como Manter seu Negócio Relevante, que aconteceu no evento Americanas Summit, mediado pela Mayra Gianoni, gerente do Americanas Marketplace

A conversa contou com a participação de Bruno de Oliveira, CEO do Ecommerce na Prática, Eric Matos, gerente comercial da Americanas Advertising, e Wellington Machado, General Manager da Simplus 1WorldSync.

futuro-do-varejo
(Imagem: Freepik)

Hábito dos Consumidores Influencia o Futuro do Varejo

O futuro do varejo está fortemente relacionado aos novos hábitos de consumo dos brasileiros. Isto é, não há como negar que a pandemia mudou completamente a forma como as pessoas faziam compras. Ao mesmo tempo, as varejistas tiveram que se preparar para atender as necessidade dos consumidores…

Em meio a isso, um dos destaques sobre o amanhã do varejo é a maneira como os produtos estão catalogados principalmente nos marketplaces. Antes da digitalização, a descrição dos produtos já era importante, mas não recebia a devida atenção como agora. Na verdade, segundo Wellington Machado, é fator crucial na hora de o consumidor finalizar uma compra:

Há cinco anos, um produto era cadastro com 30 atributos, hoje, eles são cadastrados com 160, 170 atributos mais ou menos. E isso é algo que está se expandindo“, afirma.

Em relação a este cenário, Bruno de Oliveira aponta que muitas empresas tinham estrutura para lidar com as mudanças no estilo de vida dos compradores. Tanto que diversas varejistas já ofereciam entregas no mesmo dia e, em alguns casos, até em horas.

futuro-do-varejo
(Imagem: Americanas Summit)

Além disso, não há como negar que a multicanalidade está cada vez mais presente nas varejistas. Por exemplo, fazer compras online e retirar na loja ou comprar um produto que não está disponível no estoque da loja pelo aplicativo.

Ou seja, ambas as experiências mostram como o brasileiro está fazendo compras de uma forma diferente. Sobre isso, Bruno aponta que será complicado até distinguir o que de fato é Ecommerce: 

Se eu quero um produto que não tem na loja física, eu abro o celular e compro o item na hora. O que é Ecommerce e o que não é? Já está muito próximo disso acontecer. Tudo isso é o mercado que já estava preparado para esse movimento”, comenta o CEO do Ecommerce na Prática.

Vale destacar que as lojas físicas que não se digitalizaram passam por momentos difíceis. Na prática, o ideal é não se limitar ao espaço físico e ocupar o digital. Contudo, Eric Matos ressalta que a loja física não perdeu o seu papel importante:

A loja não morre, ao contrário, a gente só quer prover a melhor experiência do consumidor e a loja faz muito parte disso. Se a gente não tem esse contato com o consumidor, nem sempre com dados sabemos o que ele está pensando”, explica o executivo.

Diante disso, embora prever o futuro do varejo não seja uma tarefa fácil, é perceptível que alguns temas ficam em evidência, como omnichannel, logística e os hábitos dos consumidores em si…

O Futuro do Varejo Ser Tecnológico, Afinal?

Já no final do painel, os participantes contam as expectativas em relação ao amanhã do varejo. Nesse contexto, Bruno de Oliveira apresenta seu ponto de vista com foco nas tecnologias a serem adotadas no mercado:

O futuro do varejo para mim é muito tecnológico. A maior parte das tecnologias que estão sendo usadas no varejo já existiam e as principais tecnologias que o varejo vai usar também já existem, mas ainda não estão acessíveis para a grande massa. O que vai revolucionar o varejo são tecnologias como impressão 3D e conexão 5G”, ressalta o Oliveira. 

Na sequência, Eric Matos aponta o Voice Commerce como futuro do varejo tendo em vista o  crescimento do uso desse recurso no exterior. Isto é, outra tecnologia que também está em alta: 

Nos EUA, 20% das compras já são feitas por Voice Commerce. Isso só tende a crescer e, de fato, é bem incrível pensar na evolução do varejo e da Internet das Coisas está modificando o nosso comportamento“, conta o gerente.

Assim, independentemente de como for o futuro do varejo, é esperado que novas tecnologias sejam adotadas com mais frequência, como a própria Busca Por Voz. Além do Live Commerce, que tem conquistado cada vez mais as pessoas e as varejistas estão apostando pesado nessa modalidade de venda. Casas Bahia e Lojas Renner são exemplos disso.

No geral, não há como prever com precisão o futuro do varejo. Porém, é válido considerar tudo que foi mencionado pelos participantes do painel e fazer uma relação com as tendências que estão em alta no mercado de varejo. Fazendo isso é o que vai possibilitar uma compreensão mais ampla sobre o que realmente vai acontecer com o mercado de varejo de forma geral.

RECEBA CONTEÚDO EXCLUSIVO NO SEU EMAIL (GRÁTIS)

Inscreva-se gratuitamente e receba as Principais Notícias do Mercado no seu e-mail toda semana!

Mais Lidas

Confira outros conteúdos:

Artboard 2 copy 2

O Ecommerce de Sucesso é um portal de informações sobre o Mercado de Ecommerce. Aqui são abordadas notícias e informações sobre os assuntos Economia, Marketing, Comércio Eletrônico, Varejo, Negócios, Mercados, Política e Tecnologia. Conteúdo independente interpretado com a visão dos nossos especialistas.

ECOMMERCE DE SUCESSO © 2020.