Receita Operacional Líquida da Mobly Cresce no 2º Tri. Confira!

Última atualização em 10 de agosto de 2021 por Felipe Vannucci

A Mobly, companhia do segmento de home & living, acaba de divulgar o balanço trimestral referente ao período de abril a junho deste ano e os números são animadores…

O 2º trimestre tem sido preocupante para as varejistas no que diz respeito às vendas no Ecommerce devido a reabertura das lojas físicas. Neste contexto, a Mobly apresentou pontos positivos e negativos. Veja.

mobly
Imagem: Divulgação

Vendas da Mobly Superam o Período Antes da Pandemia

O balanço trimestral da Mobly registrou crescimento de 38,6% na receita operacional líquida do 2º trimestre na comparação anual, totalizando R$ 175,7 milhões.

Em relação ao mesmo período de 2019, a varejista teve alta expressiva de 95%. Diante disso, nota-se que a companhia tem aumentado as vendas no Ecommerce e das lojas físicas mesmo durante o período de pandemia…

Porém, as ações da Mobly tiveram queda de 32,5% desde o IPO de fevereiro. A companhia justifica o recuo com as perdas de valores de ações de Ecommerce e de small caps. E, ciente disso, a varejista contratou o BTG Pactual (BPAC11) para estimular a liquidez.

No entanto, o volume bruto de mercadorias (GMV) do 2º trimestre Mobly teve estabilidade atingindo R$ 247,4 milhões. O valor, que apresenta alta de 0,4%, representa os produtos vendidos pela própria Mobly e pelos sellers do marketplace…

A varejista reconhece que uma parcela dos consumidores do Ecommerce passou a fazer compras na loja física, assim que as restrições no varejo físico chegaram ao fim.

Ainda neste contexto, as vendas das categorias de móveis apresentaram recuo de 53% em junho na comparação mensal. Uma porcentagem superior à queda de 13% nas vendas no Ecommerce…

Victor Noda, CEO e cofundador da Mobly, contou à EXAME Invest sobre os ajustes que foram feitos nos setores:

No ano passado, as pessoas compraram muito mais não só para o home office mas para casa. Houve agora, portanto, um ajuste do e-commerce e outro do setor de móveis. E nós conseguimos ficar empatados em GMV. Ou seja, tivemos ganho de market share no período“, conta.

De acordo com Noda, os maiores investimentos em marketing e a intensificação da prática de antecipação de recebíveis aos fornecedores foram importantes para assegurar as vendas no 2º trimestre…

Sellers do Marketplace Investem em Descontos 

Os descontos de 30% oferecidos pelos vendedores do marketplace Mobly também ajudaram a sustentar as vendas. Ainda segundo o executivo, o fator que impulsionou as promoções foi a redução das vendas em abril e maio…

O marketplace teve um resultado animador, mas ao custo de otimizar a margem bruta. A Mobly teve um impacto positivo com o custeamento com marketing, que no fim das contas foi majoritariamente bancado pelos 25% dos 30% apresentados pelos sellers…

Além disso, a Mobly destaca a queda de 4 pontos percentuais no custo logístico da companhia em comparação ao mesmo período de 2020…

As causas do recuo foram a expansão da MoblyLog, empresa de logística do mesmo ecossistema, que contempla São Paulo e a região metropolitana de Belo Horizonte, e a renegociação das taxas diretamente com transportadoras.

Bem como o crescimento das vendas nas lojas físicas e o uso das unidades como hubs logísticos…

Segundo o CEO da Empresa, o 3º trimestre da Mobly já registra vendas acima na comparação anual. Contudo, será uma comparação acirrada tendo em vista que em 2020 os três meses tiveram resultados cheios…

Inclusive, os sellers seguem investindo em descontos, mas em uma proporção menor ao trimestre anterior. 

Varejista Aposta em Abrir Novas Lojas Físicas

Em consideração aos altos e baixos da Mobly, a empresa está focada na expansão das lojas físicas

Sobre isso, o executivo conta que a companhia está prestes a abrir duas megastores em São Paulo, uma especificamente na Marginal Pinheiros e outra na Rodovia Anchieta. 

O propósito da escolha das localidades é atender o público residente das cidades do ABC Paulista. 

E não para por aí…

A varejista deve inaugurar um outlet em Carapicuíba, município da região metropolitana de São Paulo. Logo após ter inaugurado uma unidade em Jundiaí, município no interior do estado de São Paulo. 

O CEO da Mobly ressalta a importância das lojas físicas para elevar os resultados e otimizar os serviços da companhia:

“As lojas são não só um canal de vendas relevante mas também extremamente rentáveis. Há outros dois fatores: ajudam na construção da marca e no engajamento dos clientes, o que melhora as vendas do private label (os produtos de marca própria); e também funcionam como hubs logísticos“, afirma.

Assim, as lojas físicas da Mobly ainda fornecem serviços de clique-e-retire e ship from store, modalidades que facilitam as entregas dos pedidos online.

Vale lembrar que investir em logística tem sido algo extremamente recorrente no mercado do Ecommerce. A C&A fez investimentos tecnológicos para aprimorar logística, a Magazine Luiza comprou a plataforma de logística Sode e a Americanas realiza entrega ultra rápida com novo app…

Ou seja, é nítido que as varejistas identificam alto poder de crescimento nesse sentido. Afinal, quem vende mais rápido consegue vender muito mais…

Por esta razão, assim que os investimentos da Mobly estiverem concluídos, é provável que os recuos do 2º tri sejam supridos e a empresa siga em ascensão em todos os aspectos.

RECEBA CONTEÚDO EXCLUSIVO NO SEU EMAIL (GRÁTIS)

Inscreva-se gratuitamente e receba as Principais Notícias do Mercado no seu e-mail toda semana!

Mais Lidas

Confira outros conteúdos:

Artboard 2 copy 2

O Ecommerce de Sucesso é um portal de informações sobre o Mercado de Ecommerce. Aqui são abordadas notícias e informações sobre os assuntos Economia, Marketing, Comércio Eletrônico, Varejo, Negócios, Mercados, Política e Tecnologia. Conteúdo independente interpretado com a visão dos nossos especialistas.

ECOMMERCE DE SUCESSO © 2020.