Ecommerce Volta a Crescer Apesar de Atrasos nas Entregas

Última atualização em 7 de dezembro de 2021 por Felipe Vannucci

O Ecommerce retornou a um cenário de crescimento na Black Friday 2021. É o que aponta uma pesquisa recente feita pela empresa de análise de dados NielsenIQ | Ebit. Em paralelo a isso, os consumidores estão contestando os problemas causados com os pedidos feitos pela internet, principalmente em relação ao atraso na entrega.

Segundo o relatório, houve um aumento de 19% em novembro, em comparação ao mesmo período do ano passado. Isto é, durante todo um mês em que as companhias estavam empenhadas em garantir oportunidades de venda colocando estratégias em prática, como promoções, cashback e cupons de desconto.

ecommerce
(Imagem: Freepik)

Na comparação anual, a sexta-feira (26/11) atingiu um faturamento de R$ 4,2 bilhões no Ecommerce, com um crescimento de 5%. Inclusive, o ticket médio cresceu 16%, já o número de pedidos teve uma queda de 9%, ambos os números em relação ao dia do evento de ofertas de 2020.

De acordo com Marcelo Osanai, chefe de E-commerce da NielsenIQ | Ebit, os resultados da Black Friday 2021 foram significativos o suficiente para ultrapassar o acumulado de 2020. Ou seja, um período em que os brasileiros faziam compras online devido ao fechamento das lojas durante a pandemia:

A limitação do comércio físico no ano passado criou uma base de comparação alta e que foi superada neste ano. O resultado foi bem positivo”, comenta o executivo.

Além disso, a pesquisa mostra como os compradores não estão deixando para fazer compras justamente na Black Friday, já que vendas aconteceram ao longo de todo o mês. Isto é, apesar de as compras na data estarem em queda nos últimos anos:

  • 2019: 36%;
  • 2020: 31%;
  • 2021: 28%.
ecommerce
(Imagem: NielsenIQ | Ebit)

Contudo, mesmo diante do cenário de crescimento das vendas online durante a Black Friday, muitos consumidores parecem não estar satisfeitos com a performance do processo logístico das companhias para entregar os pedidos feitos nos marketplaces.

De acordo com um levantamento feito pelo portal de proteção ao consumidor Reclame Aqui, 20,88% das reclamações feitas entre 24 e 26 de novembro eram sobre atraso na entrega. Isto é, uma circunstância que está relacionada ao desempenho das operações logísticas das grandes varejistas e companhias que atuam no Brasil…

Em meio a isso, os principais players do país, como Mercado Livre, Americanas e Magazine Luiza, precisarão ajustar as propagandas sobre velocidade de entrega dos produtos em seus respectivos marketplaces…

O motivo é uma decisão recente do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar), envolvendo os casos em que as empresas disputam pelo título de “Entrega Mais Rápida do País”.

Varejo Físico Tem Crescimento na Black Friday Inferior a 2020  

No que diz respeito ao varejo físico, os resultados ainda não foram apurados. Porém, há uma estimativa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) sobre o fluxo de consumidores nas lojas físicas durante os dias da Black Friday deste ano… 

A entidade aponta um crescimento de 5% em relação a uma semana regular. Já em 2020, quando restrições mais rigorosas de isolamento social estavam em vigor, a alta foi de 8% na comparação com as semanas anteriores ao evento de ofertas.

Assim, Fabio Bentes, economista da CNC, afirma que o faturamento do varejo cresceu na comparação anual, mas o volume de vendas caiu. Por esta razão, o executivo projeta uma queda de 6,5%. 

RECEBA CONTEÚDO EXCLUSIVO NO SEU EMAIL (GRÁTIS)

Inscreva-se gratuitamente e receba as Principais Notícias do Mercado no seu e-mail toda semana!

Mais Lidas

Confira outros conteúdos:

Artboard 2 copy 2

O Ecommerce de Sucesso é um portal de informações sobre o Mercado de Ecommerce. Aqui são abordadas notícias e informações sobre os assuntos Economia, Marketing, Comércio Eletrônico, Varejo, Negócios, Mercados, Política e Tecnologia. Conteúdo independente interpretado com a visão dos nossos especialistas.

ECOMMERCE DE SUCESSO © 2020.