Magazine Luiza Muda sua Estrutura Organizacional. Entenda!

Última atualização em 14 de setembro de 2021 por Felipe Vannucci

A estrutura organizacional de uma empresa pode fazer toda a diferença na hora de se ter sucesso no mercado. E a Magazine Luiza, ao que tudo indica, parece estar bem atenta a isso.

O fato é que a varejista vem fazendo diversos investimentos para expandir sua participação no mercado há um bom tempo…

E, para conseguir atingir todos os seus planos , não teve jeito: foi preciso fazer mudanças…

A mais recente delas, inclusive, foi o acréscimo de novas vice-presidências na estrutura organizacional da companhia.

Quer entender tudo em detalhes, e como isso pode atingir os vendedores do marketplace? É só acompanhar os próximos tópicos…

magazine-luiza
(Imagem: Germano Lüders/Exame)

Magazine Luiza Agora Conta Mais Vice-Presidências

O marketplace Magazine Luiza acaba de anunciar mudanças em sua estrutura organizacional…

A varejista passa a ter agora 3 novas vice-presidências:

  • Operações;
  • Negócios;
  • Plataforma

Na prática, a vice-presidência de Operações será dirigida por Fabrício Garcia, e ficará responsável por todo o segmento de logística de entrega e distribuição, além de também focar nas lojas físicas…

Assim, os serviços logísticos passam a integrar o marketplace Magazine Luiza e as lojas, por sua vez, tornam-se pontos de coleta, entrega e envio de mercadorias dos sellers do Magazine Luiza. 

Já a vice-presidência de Negócios, terá em seu comando Eduardo Galanternik, e focará em todas as categorias e marcas do Magalu, o que também inclui os canais de venda…

Sendo assim, o gerenciamento passa a ser feito de acordo com a categoria, divididos em Bens de Consumo Duráveis e Bens de Consumo, além de Esportes (incluindo a Netshoes), e Moda e Beleza (abrangendo a Zattini e a Época Cosméticos). 

E a vice-presidência de Plataforma, terá à frente André Fatala, com o objetivo principal de criar um sistema operacional com soluções para varejistas. 

Mas não só isso…

A Magalu também passa a ter 5 diretorias executivas e 2 diretorias em que seus líderes se reportam diretamente ao CEO da companhia, o Fred Trajano:

  • Marketplace (com Leandro Soares);
  • Financeiro e Relações com Investidores (com Roberto Bellissimo);
  • Gestão de Pessoas (Patrícia Pugas);
  • Administração e Controle (Maria Isabel Bonfim);
  • Clientes e Integração (Graciela Kumruian);
  • Análise de Dados (com Fernando Nagano);
  • Experiência do Consumidor (com Vinicius Porto.

Toda essa estruturação não é à toa, claro…

A Magazine Luiza vem fazendo grandes esforços para permanecer no topo do ranking varejo nacional há algum bom tempo.

E entre as ações da varejista, estão desde a compra de startups até a abertura de novos centros de distribuição ao redor do país…

As Ações da Magazine Luiza Para Crescer no Varejo

Um fato é inegável: a Magazine Luiza é uma das varejistas que mais investe em sua expansão…

E quando falo investe em sua expansão, quero dizer mais especificamente no crescimento digital da empresa

De longe, a Magalu tem se destacado das concorrentes brasileiras nesse sentido…

Para você ter uma ideia, ao longo deste ano a companhia focou em logística, setor de moda, anúncios e propagandas online…

Como foi isso tudo? Vou te mostrar…

Em agosto, a Magalu comprou a Hubsales, startup fundada em 2015, que implementou a modalidade de comércio Factory to Cusumers (F2C) em Franca, São Paulo. 

Dias depois, chegou a vez de apostar na integração de anúncios online e offline e na conversão de venda por meio de conteúdo com sites parceiros, com a compra das empresas Inloco Media e Canaltech

Isto é, estratégias bem similares às gigantes Alibaba e Amazon.

Além disso, no mesmo mês, a Magazine Luiza adquiriu a Stoq Tecnologia, startup que desenvolve sistemas de ponto de vendas (PDV) no modelo SaaS (Software as a Service). Isto é, um sistema que reduz filas e também elimina fricções no processo de compra.

Mas não só isso…

A varejista também não deixou de apostar em um dos segmentos que mais cresceu durante a quarentena:o de Delivery

Em setembro, a famosa Magalu comprou a AiQFome, startup de delivery de comida que movimenta hoje cerca de R$ 700 milhões por ano.

Sendo assim, as iniciativas da Magazine Luiza para se manter altamente competitiva e na liderança do setor foram precisas…

Na verdade, foram estratégias certeiras para aproveitar ao máximo todo o cenário positivo que o Ecommerce tem dito este ano…

Por Que Fazer Tantas Mudanças?

Se você acompanha o mercado de varejo com frequência, certamente sabe do boom das vendas online nos últimos meses…

E não teve jeito: a corrida das varejistas hoje – incluindo a Magazine Luiza –  é para vender mais rápido e, consequentemente, vender mais. Movimento em que o mercado apelidou de “Guerra dos Fretes”.

Todas as companhias do setor fizeram esforços para aprimorar a logística de entrega. A Magazine Luiza adquiriu a GFL e a SincLog

Além de também ter inaugurado um novo centro de distribuição no Rio de Janeiro, e planejar lojas físicas para o ano que vem na cidade. 

E por isso essas mudanças fazem tanto sentido…

A estrutura organizacional de uma empresa é o que define como tudo vai funcionar. Todas as áreas precisam estar alinhadas e prontas para dar sequências às estratégias e ações da companhia como um todo… 

Diante disso tudo, fica claro que nenhuma das ações da Magazine Luiza acontece em vão… 

Tudo isso é para beneficiar seus vendedores parceiros, clientes em geral e, claro, consolidar ainda mais sua marca no mercado de varejo. 

Gostou do artigo? Para não perder essas e outras dicas, inscreva-se AGORA MESMO em nossa newsletter e receba mais artigos como este! É só clicar no box abaixo.

RECEBA CONTEÚDO EXCLUSIVO NO SEU EMAIL (GRÁTIS)

Inscreva-se gratuitamente e receba as Principais Notícias do Mercado no seu e-mail toda semana!

Mais Lidas

Confira outros conteúdos:

Artboard 2 copy 2

O Ecommerce de Sucesso é um portal de informações sobre o Mercado de Ecommerce. Aqui são abordadas notícias e informações sobre os assuntos Economia, Marketing, Comércio Eletrônico, Varejo, Negócios, Mercados, Política e Tecnologia. Conteúdo independente interpretado com a visão dos nossos especialistas.

ECOMMERCE DE SUCESSO © 2020.