Mercado de Ecommerce

França Multa Google e Facebook Por Gestão de Dados de Usuários

A Comissão Nacional de Tecnologia da Informação e Liberdade (CNIL) da França multou recentemente o Google em 150 milhões (cerca de R$ 968 milhões, na cotação atual) e o Facebook em 60 milhões (aproximadamente R$ 390 milhões) pela maneira como as companhias geram os ‘cookies’ aos internautas

Os cookies são arquivos de código que dão a um site informações de curto prazo sobre o usuário que acessou. Assim, a plataforma consegue saber quais sites o internauta costuma estar conectado, quais as preferências de navegação e as informações de login. 

Nesse sentido, o Google e o Facebook foram acusados de dificultar os internautas a recusar os cookies. Os sites estariam exigindo diversas etapas para que as pessoas conseguissem rejeitar esses códigos utilizados para monitorar dados no Youtube, Facebook e Google.

(Imagem: Divulgação)

Segundo a agência reguladora de privacidade de dados da França, o consentimento prévio dos usuários para o uso de cookies ajuda a construir campanhas publicitárias digitais direcionadas, pilar fundamental da agência e uma das principais prioridades da CNIL.

Diante disso, o Facebook e o Google precisam fornecer aos franceses ferramentas mais práticas para a recusa de cookies, a fim de garantir o consentimento desses usuários dentro de um prazo já estabelecido…

Google e Facebook Têm 3 Meses para Cumprir as Instruções

De acordo com informações do portal de notícias Dow Jones, a reguladora francesa determinou um prazo de 3 meses para as companhias criarem soluções que possibilitem aos internautas rejeitar os cookies de maneira simples. Caso esse prazo não seja cumprido, as empresas vão enfrentar uma penalização extra de 100 mil por dia de atraso

O jornal também afirmou que o representante do Google garantiu que a política da empresa será alterada, depois da aplicação da multa. Já a Meta, empresa responsável pelo Facebook, disse ao G1, portal brasileiro de notícias, que está revendo a decisão e continua empenhada em colaborar com os reguladores:

Nossas opções sobre consentimento de cookies garantem que as pessoas tenham mais controle sobre seus dados, incluindo um novo menu de configurações no Facebook e no Instagram em que os usuários podem rever e gerenciar suas decisões a qualquer momento”, explica a companhia.

É interessante mencionar que em 2020 a Amazon foi multada em € 35 milhões pela agência francesa por um motivo similar. Nesse caso, a empresa foi acusada de violar leis de privacidade ao incluir cookies publicitários nos computadores dos internautas sem aviso prévio.

Ana Júlia Parreira

Estudante de Jornalismo e Redatora Estagiária do Ecommerce de Sucesso.

Share
Published by
Ana Júlia Parreira

Recent Posts

Ecommerce na Prática Lança ‘Jornada Loja Virtual do Zero’

Quem trabalha ou apenas acompanha o mercado de e-commerce sabe que o cenário atual nunca…

2 meses ago

Lojistas de Shoppings Pedem Redução de Funcionamento Diante ao Avanço da Ômicron

A Associação Brasileira dos Lojistas Satélites (Ablos) anunciou recentemente que levará um pedido aos shoppings…

3 meses ago

Twitter Inicia Testes de Reação em Vídeo e Foto Para Tweets

O Twitter iniciou recentemente a fase de testes de uma nova função para a rede…

3 meses ago

Nubank Adere ao Pacto Global da ONU

A plataforma digital de serviços financeiros Nubank recentemente se tornou membro da Rede Brasil do…

3 meses ago

Uber Eats Encerra Entregas de Restaurantes no Brasil

A Uber anunciou nesta quinta-feira (6) o encerramento das entregas de restaurantes pelo aplicativo Uber…

3 meses ago

1 a Cada 4 Brasileiros Busca Crédito Para Empreender

Empreender é o desejo de muitos brasileiros. Uma pesquisa feita recentemente pelo Bullla, comunidade financeira…

3 meses ago