Procon-SP Considera Proibir Pagamento de Delivery no Ato da Entrega

Última atualização em 2 de agosto de 2021 por Felipe Vannucci

O Procon-SP registrou um crescimento de 136% nas reclamações referentes a fraudes nos pagamentos de pedidos de delivery feitos no ato da entrega

Por esta razão, o órgão fiscalizador pretende implementar medidas para permitir somente pagamentos online por parte dos consumidores. Ou seja, tudo realizado diretamente pelo app da empresa de delivery, sem uso de máquina de cartão

(Imagem: Freepik)

Reclamações de Aplicativos de Delivery Mais que Dobraram

De acordo com os dados do órgão de defesa do consumidor, 341 contestações foram abertas contra as principais empresas de delivery do Brasil no 1º semestre. Enquanto, no ano passado, foram 144.

Para você ter uma ideia, o alto número de reclamações no site Procon-SP ficou dividido entre as empresas do setor da seguinte maneira:

Além disso, em relação aos valores contestados pelos clientes, já são mais de R$ 1,3 milhão.  Até julho deste ano, a soma chegou a mais de R$ 650 mil. Nesse sentido, cada aplicativo apresentou um valor específico:

  • iFood: R$ 289 mil;
  • Rappi: R$ 253 mil;
  • Uber Eats: R$ 110 mil.

Em meio a tudo isso, as reclamações giram em torno da mesma questão. Segundo o órgão fiscalizador, os consumidores são enganados ao pagar além do preço correto do pedido

As pessoas percebem que sofreram um golpe no cartão de crédito somente após a entrega ser feita. Mas o problema é ainda maior…

Mesmo após os indivíduos entrarem em contato com as companhias de delivery, ainda assim não é possível conseguir o ressarcimento dos valores alterados.

Desse modo, toda a situação tem servido de estímulo para o Procon-SP buscar providências para proibir o pagamento dos pedidos de delivery na entrega…

A medida preventiva seria uma forma de conter de uma vez por todas os golpes que continuam crescendo, principalmente na cidade de São Paulo. 

Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP, faz um alerta nesse sentido:

Como medida de prevenção, o Procon-SP já vem orientando os consumidores a efetuarem os pagamentos de forma online e nunca no momento da entrega, de modo que o contato entre cliente e entregador seja exclusivamente para receber a mercadoria”, afirma.

Logo, é perceptível a dimensão do problema, ainda mais no momento atual, em que o segmento delivery tem demonstrado alta no Brasil

Setor de Delivery Continua Crescendo no Brasil 

De acordo com pesquisa feita pela Mobilis, startup de gerenciamento financeiro, os gastos com aplicativos de delivery cresceram 149% em 2020.

Um aumento extremamente significativo…

Considerando o alto índice de reclamações de fraudes no delivery, não há muito como ignorar que a medida feita pelo Procon-SP faz sentido…

Isto é, é preciso que, de alguma forma, o órgão fiscalizador acompanhe essa situação em meio ao crescimento do segmento de entregas e a forte alta do Ecommerce como um todo.

E, como a tendência é para que as vendas online continuem crescendo mesmo após o fim da pandemia, tomar iniciativas nesse sentido acaba sendo importante não só para os consumidores…

Mas também para as empresas que trabalham em parcerias com esses apps de entrega de comida e não querem estar atreladas a reclamações e fraudes.  

Leia também: Amazon EUA Registra Lucro Líquido de US$ 7,78 Bi no 2º Tri. Confira!

RECEBA CONTEÚDO EXCLUSIVO NO SEU EMAIL (GRÁTIS)

Inscreva-se gratuitamente e receba as Principais Notícias do Mercado no seu e-mail toda semana!

Mais Lidas

Confira outros conteúdos:

Artboard 2 copy 2

O Ecommerce de Sucesso é um portal de informações sobre o Mercado de Ecommerce. Aqui são abordadas notícias e informações sobre os assuntos Economia, Marketing, Comércio Eletrônico, Varejo, Negócios, Mercados, Política e Tecnologia. Conteúdo independente interpretado com a visão dos nossos especialistas.

ECOMMERCE DE SUCESSO © 2020.